16 junho, 2011

Saxy


Secretos solistas sussurram assombrosos ou solenes, sempre sábios, sopros. Esses sublimes suspiros, como seiva, como sangue, circulam sibilinos, subjugados por tua sensual e serpenteante silhueta.

Sumptuosamente selvagem ou em singela surdina, salve, ó sustentáculo insondável dos sonhos!















@Trombone (F. Arelho)


2 Comments:

Anonymous henedina said...

...tua sensual e serpenteante silhueta...Jazz e vozes roucas.
Saxy: gosto do trocadilho do título.
Tenho tido pouco tempo para vir aqui mas as vezes, como se vê, venho.

20 junho, 2011  
Blogger Filipa Júlio said...

http://www.youtube.com/watch?v=DjElQ6Ekr9o

yeah.

29 junho, 2011  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home