06 fevereiro, 2011

Exorcismos



And I admit that I ain't no angel
I admit that I ain't no saint
I'm selfish and I'm cruel, but you're blind
If I exorcise my devils
Well, my angels may leave too
When they leave, they're so hard to find

Tom Waits






6 Comments:

Anonymous henedina said...

"I admit that I ain't no angel."
Bem se admite e se aplicarmos o que diz a psicologia acerca do "se saber que se é tímido" então em matemática banal qualquer engenheiro concluirá que é um anjo.

06 fevereiro, 2011  
Blogger Windtalker said...

O grande equívoco é partir-se do princípio que todos os anjos são bonzinhos.
Os meus preferidos, no entanto, são mesmo os caídos...

07 fevereiro, 2011  
Anonymous henedina said...

devil=a anjo caído.

07 fevereiro, 2011  
Anonymous henedina said...

O grande equívoco é partir-se do princípio que as pessoas ou são anjos ou são demónios. Ou são todas más ou todas boas.
...boa pessoa do ponto de vista pessoal e profissional...o que é ser boa pessoa?

09 fevereiro, 2011  
Blogger Windtalker said...

Inspirando-me num dos meus pensadores favoritos (Fernando Savater), ser boa pessoa é saber viver, cultivar a arte de viver (consigo, com os outros, com o mundo...).
Ética, em suma.

10 fevereiro, 2011  
Blogger henedina said...

Espero que quem me escreveu "boa pessoa do ponto de vista pessoal e profissional" conheça Fernando Savater "cultivar a arte de viver (consigo, com os outros, com o mundo...)" e... não se tenha arrependido amargamente já de o ter escrito :).
Quanto ao saber viver, a minha avó costumava dizer que não custa viver, custa é saber viver.
Julgo que "saber viver" não sei, se a conotação for de passar entre os pingos de chuva. Eu sou mais de ficar encharcada até aos ossos...

11 fevereiro, 2011  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home