23 janeiro, 2011

No Refúgio, ... (seguido de um parêntesis)


... vacilo, hesitante com intermitências de auto-confiança.
... sou uma criança sisuda com uma idade mais que adulta, sensatamente irresponsável.
... os dias passam por mim como água, como vinho, fel, pimenta ou caramelo.
... corro riscos e envido esforços em mórbidos actos de sedução e na elaboração de provocantes arabescos surreais; ... enfim, delicado e secundário.
... sou egoísta, voyeur de private jokes e retratista de cenários íntimos que escrutino através de lunetas com lentes rombas.
... escrevo para mim próprio por deleite, irritação e desconstrução.

Afinal, o que me apetecia hoje mesmo, era rabiscar uma qualquer história escabrosa de tão desavergonhadamente pornográfica!


...mas, bem lá no fundo, não passo de um tímido incorrigível.





...abrir parêntesis (...


...há períodos notóriamente abençoados pelas oportunidades que disponibilizam.


Primeiro, o homem-tigre, como se a casa fosse dele, aqueceu o auditório com as brasas de sensualidade dos seus blues sujos e irresistíveis, apresentando-nos ainda, como que intuindo os nossos vícios mais privados, um “Jockey Full of Bourbon”.


The Legendary Tigerman @ Coliseu do Porto



Depois, bem...depois, só agora (e lentamente) recupero de uma intravenosa de essência ultra pura do ne plus ultra do romantismo, aplicada por uma orquestra de referência sob a batuta de um génio apaixonado. Agora, sim, sei que é possível atingir estranhos estados de levitação e que o frisson é um dos catalisadores base para se lá chegar.

Lembrar-me-ei do final do quarto andamento por muitos e bons anos!...
Nunca tinha testemunhado uma tão perfeita condução das subtilezas do silêncio!

Ontem, Fundação C. Gulbenkian
Orquestra Sinfónica de Los Angeles dirigida por Gustavo Dudamel
9ª Sinfonia de Gustav Mahler.




...)... fechar parêntesis.


5 Comments:

Anonymous henedina said...

Escreveu a primeira parte do post com legítima irritação(?), foi essa irritação que o levou a escrever "história escabrosa de tão desavergonhadamente pornográfica". Concordo com a sua análise: achava-o sempre delicado, nesta frase !!secundário!!.
"Nunca tinha testemunhado" uma melhor oportunidade (com esta frase)de pôr em pratica o que escreve "tão perfeita" necessidade da "condução das subtilezas do silêncio!"
Refúgio (são os locais que nos é permitido fazer reset) por isso comento e não sei se encontraria outra mulher que o fizesse com esta frase.

23 janeiro, 2011  
Blogger Windtalker said...

God only, knows!... (and after all, he is everywhere!...)

25 janeiro, 2011  
Anonymous henedina said...

O seu post está bem escrito e não tem nada demais. Qdo chego cansada e com fome a casa descarrego God only, knows!...

25 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo said...

Yep, like Tigerman put is:"god is everywhere under a woman ́s skirt inside a man ́s pants"

Lyontooth Fairy

30 janeiro, 2011  
Blogger Windtalker said...

Amen!, Lyontooth (??)...
É efectivamente uma máxima maior no nosso Homem-Tigre...

30 janeiro, 2011  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home