30 novembro, 2010

Pot-Pourri


A mecânica quântica. Que repositório, que vazadouro de aspirações humanas, a fronteira onde o rigor matemático derrotava o senso comum, e a razão e a fantasia se fundiam irracionalmente. Aí, os que tinham tendências místicas podiam encontrar tudo o que precisavam e invocar a ciência como prova.





Decidi, por uma vez, alterar o formato deste espaço (caso possa assim designar-se uma quantidade de magabaites de cargas, atamancada em volátil e potencialmente efémero condomínio de silício, num ignoto e deslocalizado núcleo de processadores, distribuído por uma interminável e impalpável rede virtual) !

Porque quero escapar a circularidades formais e de reflexão, espreitar desvios, estilhaçar rotinas, quero pôr-me em bicos dos pés e não ser visto apenas, definitiva e letalmente, como aquilo em que possam acreditar que sou...

Porque o homem é a antítese de um elegante e selecto Neil Hannon (que no sábado, em Guimarães, deu um concerto envolvente, intimista e de grande classe, terminando a declarar, antes do ultimo encore, que queria ir para a cama comigo!), faz o que quer da voz e é de uma versatilidade ecléctica espantosa (sem de alguma forma menosprezar o trio acompanhante), permito-me abrir em prol dos vossos embotados sentidos, como já não fazia desde primevas eras, uma estimulante janela...



... (no seu mais recente “Mondo Cane”, sabota impertinente e subversivo, a dolente “canção-romântica-tipo” italiana)...


Porque me assolapa uma esverdeada inveja por não ser o bafejado autor de um livro brilhante e de uma lucidez desarmante sobre os paradigmas da vida moderna e que me preenche integralmente as medidas, em particular aquele a partir do qual transcrevo os blocos introdutório e final deste panfleto,...

Porque esta noite será solene e de celebração; sob os auspícios de Santo Elói, uma genuína tertúlia de hedonisto-epicuristas renovará os elos de uma antiga e emotiva cadeia de amizades. Aos 30 de Novembro, hoje, em Évora.




O poético, o científico, o erótico – porque havia a imaginação de se preocupar com que senhor servia?

Solar - Ian McEwan


2 Comments:

Anonymous henedina said...

Bibliotecário de babel tem um link com o concerto em Lisboa.

03 dezembro, 2010  
Blogger Windtalker said...

Obrigado pela dica, Henedina...
Vou lá espreitar.

03 dezembro, 2010  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home