06 outubro, 2010

Fútil Memorabilia Estival ( MMX )






O “Rabo de Asno”, a exaltação e o prazer de reencontrar a serenidade da absoluta simbiose com o Atlântico...

A Sétima Vaga com lagoa em emulsão de prata em fundo, apenas perturbada pelo reverberar da esteira do nadador solitário e pelo recorte sensual da bela sentada, cuja felicidade distraída comanda o discreto balançar dos pés na água...

As atmosferas benevolentes de Jasmine (KJ & CH) e dos Villagers, insinuando o reforço dos laços e estimulando os cálidos debates no decorrer das celebrações dos afectos...

Uma cassatta de fruta fresca como catalisador de uma suprema lascívia gulosa...



“Sob um céu da tonalidade suave de violeta que pinta o interior das conchas de ostra, soltou amarras e começou a subir o rio impelindo-se à lei da vara contra a corrente preguiçosa, levando o acordeão consigo para a viagem”

Crimes do Acordeão - E. Annie Proulx





2 Comments:

Anonymous henedina said...

Vim ver quem era tímido. E, meu caro, se é tímido disfarça muito bem. É como diz a psicologia...quem sabe que é tímido deixa de o ser.

09 outubro, 2010  
Blogger Windtalker said...

Cara Henedina
Agradeço o comentário não apenas elogioso, mas sobretudo um estímulo. Por uma óbvia razão, as minhas próximas linhas têm dedicatória.

10 outubro, 2010  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home