22 junho, 2010

A Ordem das Coisas (IV) - Geometria Elementar


Blogopeça
: 1 Acto, 1 Cena

Local
Sede do Círculo Europeu de Tradutores e Escritores de Literatura Policial (CETELP)

Personagens
* Hercule Poirot - densíssimo aglomerado de frenéticas células cinzentas
* Jacinto Leite C. Rego - presidente do CETELP
* Butler - mordomo, funcionário do CETELP
* Inspector Jack Ishan - representante das forças da ordem
* Outros : Pierre E. Leloup ; Paco Tilla ; H. Tacristi ; Ystrieia Komonova ; Pier Paolo Tutosanti ; Zockratz van Tosch ; etc - membros do CETELP


ACTO I - Cena I

O taxi que transporta Hercule Poirot pára ainda longe do portão da aristocrática mansão que alberga a sede do CETELP, diante da qual fervilha um enorme aparato policial. Tal agitação não o surpreende de todo, visto que isso sempre ocorre quando ele chega a qualquer lado, mesmo às mais remotas ruínas da Mesopotâmia. O brilhante cérebro é aguardado na ilustre instituição para proferir uma palestra nessa mesma tarde.
Depois de pagar o frete e dispensar o motorista, Poirot pega no Blackberry com um gesto estudado e marca o número do seu anfitrião, Jacinto L. C. Rego, para o avisar da sua chegada; sobretudo não quer ter de apresentar-se a agentes façanhudos que nem livros policiais lêm.
Passados poucos minutos, avista o amigo que se apressa afogueado pela álea ajardinada, acompanhado por um oriental que saltita de forma compulsiva.
- Meu caro Poirot, enfim chegou!
- Ah! Mon ami Jacinto...Quais as razões de tanto frenesi?
- Aconteceu uma tragédia, um homicídio, e muito provavelmente teremos de cancelar a conferência. Entretanto, apresento-lhe o Inspector Jack Ishan, responsável pela investigação. Vamos, vamos...
Enquanto se dirigem ao solene edifício, o inspector brifa o sagaz detective, intercalando a exposição dos factos com uma série de parvoíces e expressões que parecem tiradas de um filme barato. Na escadaria de acesso à casa, um personagem chama a atenção do infalível Hercule, que pergunta a Capelo Rego:
- C’est qui?
- Ah! É o van Tosch, um dos nossos membros mais controversos. Um mitómano. Dizem-no envolvido numa série de actividades polémicas e obscuras e que mesmo as suas credenciais académicas terão sido forjadas. Mas eis que chegamos...
O salão nobre é redondo, o chão revestido a mármore branco. Ao longo da parede, três filas concênticas de confortáveis poltronas apenas interrompidas pelos acessos às portas dispostas em quadratura. No centro, um cilindro sobrelevado meio metro acima do chão, uma tribuna suficientemente ampla para os oradores encenarem em plenos trezentos e sessenta graus, vívida e coloridamente, as suas intervenções e sobre o qual um corpo jaz numa posição enigmática, com duas facas cravadas nas costas.
- É o Butler, o responsável administrativo da nossa sede - declarou pesarosamente Jacinto Leite.
Poirot cofia afectadamente o bigode, dispensa um olhar pelo perímetro da sala, pede uma lista de todos os membros inscritos para a conferência e solenemente convoca:
- Tout le monde ici, dentro de meia hora!
À hora marcada, os congressistas vão chegando e ocupam ordeiramente as poltronas disponiveis com expressões de choque e consternação, tecendo comentários a meia voz que reverberam no salão como um baixo sussurro ondulante. Poirot pigarreia ostensiva e irritantemente, pedindo silêncio:
- Messieurs-Dames!... O senhor aí, pode sentar-se por favor! - invectiva, dirigindo-se a van Tosch, que distribui uns pequenos computadores azuis pelos seus co-membros.
- Não me diga que já sabe quem cometeu este infame crime?! Isso só costuma acontecer muito mais tarde, após interrogar todos os suspeitos e descobrir pistas em todos os cantos – espanta-se Leite Capelo.
- Esta sala não tem cantos – exclama em pose senato-teatral o inefável mentalista.
- E está em condições de nos fazer essa revelação?
- Mais bien sûr!... (pausa enfática)... Inspector, prenda o Pierre e o Pier!...


PERÍMETRO DE UMA CIRCUNFERÊNCIA

A circunferência é o lugar geométrico de todos os pontos de um plano que estão localizados a uma mesma distância r denominada raio, de um ponto fixo denominado o centro.
Perímetro é a distância que circunda um objeto bidimensional. O perímetro de uma circunferência é determinado pelo produto do duplo raio e pi.
















com uma reverencial vénia a Dame A. C.


0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home