23 março, 2010

Nos Bosques...


..., aos próprios sons, ao vento, ao curso de água, juntam-se uns discretos, inoportunos passos no caminho, intrusos curiosos, subjugados por iridescentes fulgores que denunciam onde terminam os arco-íris.

Que sejam reverentes e não de maliciosa índole! Não esqueçam que alguns são invisiveis, outros delicados mas implacáveis, os sobrenaturais guardiões dos secretos refúgios das fadas.














2 Comments:

Blogger Filipa Júlio said...

onírico e psicadélico q.b.
e vivam os fungos!
gosto.
: )

25 março, 2010  
Blogger Windtalker said...

obrigado, Filipa!
...atraem-me os possíveis segredos das mais ínfimas e surpreendentes criaturas.

27 março, 2010  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home