22 fevereiro, 2010

A Ordem das Coisas ( II ) - Módulo de Young


Amanhecera em tons cinza-noite como quando as chuvas se prolongam por Março dentro. Tinham-lhe partido o vidro do carro, levado o GPS e o MP3 e o habitáculo estava literalmente uma banheira. Logo hoje, que a Joana estava fora em serviço. Telefonou ao cliente a atrasar a apresentação, atirou a maquete e a pasta para a mala, foi à Polícia por causa do seguro e seguiu para a oficina. Naturalmente, aquele vidro, só mesmo ao fim da tarde.

Chamou um taxi e indicou para onde queria ir. O mau tempo tornara a cidade uma ingovernável metrópole futurista de um visionário filme de ficção ... e foram uns bons cinquenta minutos, num chasso de atmosfera bafienta, de tormento megafonizado sob forma de esganiçada musica de rasteiro cariz popular.
Encadeando: cliente agastado pelo inconveniente deslize temporal, consequentemente picuínhas; reunião que se estende para além do almoço; gritante e comprometedora mancha de molho, que acaba mal disfarçada, na camisa; exigências finais de modificações ao projecto, a executar até ao fim da semana; autocarro demasiado perto do passeio, calças e sapatos encharcados.

O dia sintetizado na cabeça, ei-lo sentado havia meia-hora numa acanhada e asséptica cabina da Clínica da Fertilidade - já a enfermeira passara a indagar se estava tudo bem - a olhar desolado para o fundo do frasco vazio, incapaz de manter a sua mecânica no regime in crescendo necessário para estimular vários milhões de réplicas a enfrentar o seu analítico destino.
Saiu inconformado do desconfortável cubículo e esperou que o jovem saudável, à sua frente na recepção, terminasse o seu registo, com a entrega de um recipiente notóriamente com conteúdo. Desenrolou umas novelescas desculpas emocionais e marcou com a assistente uma nova sessão - mais uma tentativa, imaginava-a ele a cogitar - na semana seguinte.

Chovia como se as comportas do céu estivessem abertas desde Janeiro, quando chegou ao vestíbulo. Tentou acomodar a pasta e a mal-jeitosa maquete. Ainda ia passar pelo atelier para delinear as alterações. Ao empurrar a porta de vidro, o já desengonçado volume caiu e algumas figuras espalharam-se pelo chão. O prestável e energético jovem, ainda à espera de uma aberta, acercou-se:

- Quer uma mãozinha?

Só a segurança da Clínica conseguiu, ao fim de algum tempo, pôr termo à violenta zaragata.




MÓDULO DE YOUNG

ou módulo de elasticidade: é um parâmetro mecânico utilizado para prever as variações de comprimento de um objecto ou material em função da tensão a que está sujeito , caracterizando desta forma as propriedades elásticas ou de rigidez do mesmo.



















0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home