01 março, 2010

Os Imbecis



“Sabes qual é a obrigação que temos nesta vida?
Pois é a de não sermos imbecis.
...

Há imbecis de diversos modelos à escolha:


a) O que acredita que não quer nada, o que diz que para ele tudo é igual, o que vive num perpétuo bocejo ou numa sesta permanente, mesmo que tenha os olhos abertos e não ressone.

b) O que acredita que quer tudo, a primeira coisa que lhe aparece e o contrário do que lhe aparece: ir-se embora e ficar, dançar e estar sentado, mascar dentes de alho e dar beijos sublimes, tudo ao mesmo tempo.

c) O que não sabe o que quer nem se dá ao trabalho de o averiguar. Imita os quereres dos seus vizinhos ou contraria-os porque sim, tudo o que faz é ditado pela opinião maioritária daqueles que o rodeiam; é conformista sem reflexão ou revoltado sem causa

d) O que sabe que quer e sabe o que quer e, mais ou menos, sabe porque é que o quer, mas quer pouco, com medo ou sem força. Acaba sempre por fazer, bem vistas as coisas, o que não quer, deixando o que quer para amanhã, pois talvez amanhã esteja mais bem disposto.

e) O que quer com força e ferocidade, em estilo bárbaro, mas se enganou a si próprio acerca do que é a realidade; despista-se em grande e acaba por confundir a vida boa com aquilo que o há-de tornar pó.”


Ética para um Jovem - Fernando Savater

.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home