20 março, 2010

Mal - Agradecidos


Se políticos, gestores públicos, autarcas, árbitros, homens de negócios, influentes funcionários, membros de juntas médicas, magistrados (...) sistemáticamente não se lembram, desconhecem ou negam mesmo, ter recebido presentes, que se supõem merecidos ou quando muito atenciosos sensibilizadores, de devotados e sinceros aficionados que, juram inclusivé, nem saber quem são, então definitivamente, esses ingratos não deviam levar mais prenda nenhuma! De ninguém!... Se fosse comigo, nem uma Monteblanco, da Vandoma!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home