25 outubro, 2007

Olá, Guardador de Rebanhos


Olá, guardador de rebanhos,
Aí à beira da estrada,
Que te diz o vento que passa?

Que é, vento, e que passa,
E que já passou antes,
que passará depois.
E a ti o que te diz?

Muita cousa mais do que isso.
Fala-me de muitas outras cousas.
De memórias e de saudades
E de cousas que nunca foram.

Nunca ouviste passar o vento.
O vento só fala do vento.
O que lhe ouviste foi mentira,
E a mentira está em ti.

Alberto Caeiro, 1914

© ryan torres

2 Comments:

Anonymous solveig said...

lindo...roubo se nao se importa, claro !

15 junho, 2011  
Blogger Windtalker said...

Não é roubo!...É universal...

16 junho, 2011  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home