07 setembro, 2007

NORTADA


Denominação dada em Portugal continental à resultante vectorial entre um vento Barostrófico (brisa marítima) e o vento da circulação geral, associado ao anticiclone subtropical denominado de anticiclone dos Açores. Ocorre nas tardes quentes entre Junho e Setembro, quando a massa de ar tropical continental se instala sobre a Península Ibérica, provocando céu limpo e acentuado aquecimento à superfície. O diferencial energético que se verifica cerca de duas a três horas depois do meio dia solar, provoca uma deslocação de massa de ar, do oceano para o continente, que é proporcional ao diferencial energético local, terminando quando o desequilíbrio que lhe deu origem é anulado, cerca das 21, 22 horas. A Nortada faz-se sentir em toda a orla costeira ocidental portuguesa, onde é mais violenta, e pode estender-se aproximadamente até aos 80 Km para o interior.
Fed.Port. Columbófilia


Nortada - Venerado por “kite surfers”, velejadores e fanáticos dos papagaios, é unicamente tolerado pelos demais seres pensantes em dias tórridos, quando apenas se está bem dentro de água. Na origem de um dos mais inúteis e masoquistas artefactos da era moderna: o “pára-vento”.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Gostei desse seu texto sobre a Nortada. Afinal é fácil perceber o que perturba a minha ida à praia na cidadezinha onde escolhi viver.
Vi o seu perfil. Também gosto de Hopper, de Jazz, do Mar, por isso aqui vai o meu blog, apesar de neste momento ele estar a servir como catarse.
www.nestemarblogspot.pt

Aninhas

15 setembro, 2007  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home