04 janeiro, 2007

Eologias


Parque Eólico : conjunto de dois ou três aerogeradores metódicamente dispersos no terreno, com o objectivo de produzir energia aproveitando a força do vento.
A nossa lógica primitiva imaginá-los-ia em concentrações de dezenas ou centenas de unidades, numa zona priveligiadamente ventosa, assegurando uma considerável capacidade de produção associada a custos reduzidos, inerentes a um unico e directo ponto de ligação à rede de transporte de electricidade e acesso facilitado, para manutenção e intervenções; em suma, uma instalação plástica, visual e sónica, artisticamente vanguardista e ambiental e industrialmente eficiente.
Pois, em benefício da população, esta estratégia elitista foi abandonada a favor da sua disseminação na paisagem. Deste modo, o objectivo prioritário é assegurar democráticamente a qualquer aglomerado urbano ou rural o disfrute destas fontes de energia pura, inculcando nomeadamente nas povoações mais remotas o sentimento de pertença à era tecnológica, ao colocá-los nos mais extraordinários locais que a vista alcança, quais indómitos e vigilantes percursores de futuros gloriosos. Ficam assim igualmente criados novos itinerários de lazer para as familias em fim de semana. O seu poder de desinfestação sendo igualmente notável, assegura vastos espaços livres de qualquer mamífero, pássaro ou insecto, elementos reconhecidamente perturbadores de um bom piquenique.

E quando, daqui a meio século, os olharmos bem no alto dos seus inóspitos, imponentes e inacessíveis morros, saudaremos os seus orgulhosos e erectos cadáveres, vitimas de desastres naturais, avaria ou mera decrepitude (a nova geração será necessáriamente mais pequena, de fino design e de rendimento guinessiano) e estaremos provávelmente a partilhar da mesma sorte, numa sociedade com outras preocupações e pouco dinheiro, quer para lhes assegurar uma sucata condigna, quer para suportar um vertiginosamente crescente numero de velhos inúteis.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Gosto mais da designação 'wind farms' do que de Parque éolico. Gostei imenso do teu texto. Quanto às wind farms (para além de gostar do nome) ainda não tenho uma opinião muito bem definida... acho que tem aspectos muito bons e outros nem por isso. Também gosto do teu nickname, porque tal como o Ruy Belo, eu gosto do vento.

05 janeiro, 2007  
Blogger Windtalker said...

Obrigado, Elisa (retribuo o cumprimento, às tuas "bebedeiras").
Parque é mais verde, remete para o lazer. Farm é mais de produção, mais sério... por isso, talvez daí a escolha do primeiro.
Quanto à base do texto, a intenção foi mesmo a de chocalhar um pouco as ideias sobre o assunto. Quanto ao nick, fica para uma próxima.

05 janeiro, 2007  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home