09 novembro, 2006

Le Péché

«Não é esta ou aquela acção que constitui pecado, mas uma existência mal governada. Há os que pecam e os que não pecam. As mesmas coisas (odiar, foder, preguiçar, maltratar, humilhar-se, envaidecer-se) são pecados nuns, noutros não. Ter pecado quer dizer ficar convencido de que certa acção é, de um todo misterioso, criadora de infelicidade para o futuro; que tal acção ofendeu alguma lei misteriosa da harmonia e não é mais do que um elo numa cadeia de desarmonias precedentes e futuras. Viver é como fazer uma longa soma em que basta ter errado o total das duas primeiras parcelas para já não nos conseguirmos safar. Isto é, engrenar numa cadeia dentada...»


Cesare Pavese, O Ofício de Viver

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home